Escola Bíblica do Lar
Escola Bíblica do Lar

                               

O valor do Culto Doméstico

1- Período 
Deve ser feito diariamente: durante 20 a 30 minutos apenas;

2- Procidências
Providências preliminares: reunir a família e mostrar a necessidade do culto doméstico. 

3- Roteiro - pode variar

a) Cânticos de corinhos ou de hinos de que todos gostem;

b) Leitura de pequeno trecho da Bíblia: cada dia, um membro da família ler; ou todos lêem alternadamente os versículos (isso ajuda a participação maior);

c) Um Comentário rápido e significativo pode ser feito, enfatizando os pontos, aplicando-os à vida da família;

d) Pedidos de Oração: cada um pede por seus problemas e pelos outros;
 
e) Oração: uma só, por um membro da família ou fazem oração um após outro;

 

2- Obstáculos

a) Desencontros dos horários da família: O pai trabalha em um horário; a mãe trabalha em outro; os filhos saem cedo para a escola; horários desencontrados;

b) Fadiga: o trabalho e os estudos em excesso conspiram contra o culto doméstico;

c) Pouca importancia: muitos passam horas e horas diante da TV, mas não encontram tempo para o culto doméstico.

 

Tudo isso dificulta mas não deve ser usado como desculpas para a não realização do culto doméstico. O Inimigo pode agir nessas coisas. 


É preciso colocar o culto doméstico como prioridade no lar. Só traz bênçãos para a família.

Os obstáculos podem ser vencidos com o Poder do Espírito Santo e o esforço de todos , principalmente dos líderes do lar (Pai e mãe). Há tempo para tudo (Ec 3.1); Podemos tudo naquele que nos fortalece (Fp 4.13).

REFLETINDO 

Ensinar a criança no caminho em que deve andar é viver a vida de Cristo a cada momento. Ensinar a criança no caminho em que deve andar é levá-la a amar a Jesus de todo o seu coração, é ensiná-la a ter comunhão com Jesus, ensiná-la a ter desejo de orar, falar com Deus, é ensiná-la a Palavra e colocá-la em prática não só em casa mas dentro da igreja, dando responsabilidade à elas de subir no altar e ministrar a Palavra, de prestar um louvor a Deus, fazendo isso estamos investindo na vida das crianças e deixando-as desinibidas.

 

Os dias são maus, precisamos estar atentos a todos os aspectos; pois o diabo está ao redor esfomeado como um leão, a procura de alguma alma a ser tragada. Lutemos para que nossos filhos não sejam destruídos pelo inimigo. 

 

O Que Devo Ensinar aos Meus Filhos?

Vamos examinar algumas coisas que a Bíblia diz sobre a instrução dos filhos. São orientações divinas importantes para todos os pais.

A Importância da Instrução

Tanto no Antigo como no Novo Testamento, Deus frisou a importância da instrução dos pais para os filhos. Na época dos Patriarcas, Deus confiou na determinação de homens fiéis para repassar suas instruções às gerações posteriores. Ele disse sobre Abraão: “Porque eu o escolhi para que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do Senhor e pratiquem a justiça e o juízo” (Gênesis 18:19). A confiança de Deus em Abraão não foi baseada na experiência deste homem como pai. Deus sabia que Abraão era fiel ao Senhor, e que faria o melhor possível como pai.

Quando Moisés resumiu a vontade de Deus para os israelitas, nas últimas semanas de sua vida, ele disse: “Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te” (Deuteronômio 6:6-7).

Asafe, um dos salmistas de Israel, escreveu: “O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez” (Salmo 78:3-4).

O livro de Provérbios contém muito ensinamento prático dos pais para os filhos. Consideremos alguns versículos que frisam a importância de dar e receber esta orientação: “Ouvi, filhos, a instrução do pai e estai atentos para conheceredes o entendimento” (4:1); “Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina os ouvidos” (4:20); “Filho meu, guarda o mandamento de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe” (6:20); “O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe” (10:1); “O filho sábio ouve a instrução do pai, mas o escarnecedeor não atende à repreensão” (13:1); “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (22:6).

O Novo Testamento, também, fala da importância da instrução pelos pais. Paulo comentou sobre a fé que Timóteo aprendeu da sua mãe e avó (2 Timóteo 1:5). O mesmo apóstolo escreveu: “E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor” (Efésios 6:4). O autor de Hebreus comentou sobre a importância da disciplina na instrução dos filhos (Hebreus 12:4-11). A Bíblia toda enfatiza a importância da educação dada pelos pais aos filhos.

CONCLUSÃO:

A adoração a Deus no lar precisa ser valorizada. A avalanche de pecados que são jogados contra os lares, especialmente através da mídia (TV, rádio, literatura pornográfica, etc...) só pode ser derrotada com a família unida em torno do altar da adoração a Deus. É melhor desligar o altar da televisão e acender o ALTAR DA ADORAÇÃO. 

PAI E MÃE: não dêem desculpas que agradem ao inimigo. REALIZEM O CULTO DOMÉSTICO COM SEUS FILHOS. Que Deus nos abençoe (Nm 6.24-26).

 

Que o Senhor nos abençoe e nos guarde...

 

Abraços

 

Prof. J.Dionísio

 

 

 

 

<script>
(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){
(i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o),
m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m)
})(window,document,'script','//www.google-analytics.com/analytics.js','ga');

ga('create', 'UA-42342952-1', 'comunidades.net');
ga('send', 'pageview');

</script>